12/01/2013

Sábado - Feira # 06

Sábado-Feira # 06

Enviar muitas mensagens deixa-nos mais burros!

O acto de enviar mensagens, nos dias de hoje, tornou-se banal. Raras são as pessoas que não enviam ou que nunca enviaram mensagens de texto ( mais conhecidas por SMS -  Short Messaging Service ).

Trata-se de um meio de comunicação rápido, eficaz e muito acessível, porém, como em tudo na vida, há pessoas que "abusam" das mensagens.

É muito regular ver jovens ( e não só ... ) que praticamente não largam o telemóvel e, que estão constantemente a trocar sms´s. Por vezes, até se torna irritante ver alguém sempre vidrado no ecrã. 

Por detrás desse "vicio" há um mini-mundo, onde a escrita é diferente, onde o vocabulário é reduzido a poucas palavras e onde a forma de escrita é equivalente entre quem recebe e quem envia.

Esta situação, obviamente, não se torna benéfica para quem a pratica.
Estudos comprovam que quem envia/recebe muitas mensagens tem uma dificuldade elevada em: interpretar, memorizar e escrever correctamente palavras. Demonstra, também, que aprender novas palavras, assim como o seu significado, se torna uma tarefa menos fácil.

Para comprovar essa teoria recorreu-se a pessoas que lêem regularmente jornais, revistas e livros ( que também enviam/recebem mensagens instantâneas ).
Resultado positivo para estas, pois a sua capacidade intelectual, em relação ao "mundo da escrita", é mais elevado.

Concluindo, pessoas que mandam muitas mensagens têm um vocabulário muito fraco e são pouco toleráveis á aprendizagem de novas palavras.
Pessoas que têm outras actividade mais intelectuais de leitura, que não seja só mensagens, têm uma aptidão óptima.


Sempre me disseram que a ler é que se aprendia e, pelos vistos, está certo!
O que têm a dizer? Concordam que ler várias "leituras" só nós faz ficar mais inteligentes? 



Mais temas: AQUI

35 comentários:

Jovem $0nhador@ disse...

eu não acho que seja assim tão linear, se as mensagens forem bem escritas mesmo que se enviem muitas não afecta a aprendizagem! Agora se as mensagens forem todas mal escritas acho que afecta...Os jovens chegam a escrever assim na escola por estarem tão habituados!

Lani disse...

Sim, ler livros, revistas e assim só nos faz bem! :)

martasousa disse...

concordo com isto :)

Peaches disse...

Eu escrevo sempre bem as palavras nas mensagens, até porque agora tenho daqueles telemóveis com o teclado semelhante ao do pc, o que facilita imenso.
Mas tenho que concordar com o texto.

Plim disse...

Olha que o selo não era má ideia ;p

Quanto ao tema de Sábado feira eu concordo com o estudo. Em tempos, longinquos, tive a pancadas das trezentas mil mensagens por dia, escritas só com abreviaturas e todos os dias inventava uma nova que 5 minutos depois de as escrever me esquecia do significado. Mas agora a coisa é diferente. Escrevo menos de metade das mensagens que escrevia não esquecendo nunca a preferência de tal como forma de comunicação. Porém as palavras passaram a ser escritas até ao fim e as mensagens passaram a ter mais do dobro do tamanho. E, curiosamente, juntamente com toda esta evolução o tempo de leitura de jornais/revistas/livros cresceu bastante.

Ler faz-nos bem à alma, à gramática, ao ego por vezes, à cultura e sabedoria que vamos alimentando dentro de nós. ;)

Marisa Costa disse...

Eu concordo com a Jovem $0nhador@.
Tambem acho que ler so nos faz bem!!!

Patrícia R. disse...

Acho que as mensagens reduzem o contacto pessoal e desvalorizam emoções que só poderão ser vividas pessoalmente.
E claro, ler é fantástico!

Márcia disse...

eu sei, não é assim tão fácil, mas temos de aprender a fazê-lo.

Ju disse...

Não considero que enviar muitos sms nos deixem com menos vocabulário, é claro que se a única coisa que fizermos durante o dia for enviar sms, isso sim... mas se além de muitas mensagens também tivermos outras leituras acho que não há "problema" ;)

Sofia Duarte disse...

Algumas coisas não aparecem :)

Joana disse...

R: Espero bem que sim...
Obrigada

Quase-Princesa disse...

Eu concordo com tudo o que disseste!
R: É normal, se sentimos ciúmes é sinal que gostamos.

' Vanessa . disse...

Discordo parcialmente com este post.
Mas é a minha opinião. Vale o que vale...

Carolina disse...

Não acho que isto esteja completamente correcto, até porque nem todas as pessoas escrevem as ditas mensagens da mesma forma. Eu, por exemplo - e só falo em mim porque é o único caso do qual me sinto à vontade para falar - não uso abreviaturas. Escrevo correctamente todas as palavras e apesar de enviar e receber muitas mensagens, não me acho menos inteligente por isso nem acho que o meu vocabulário fique mais pobre por fazê-lo. Não gosto de ler e por isso não leio livros, jornais e etc. Leio blogues e não penso que a minha capacidade intelectual seja inferior por isso. Cada um tem os seus gostos e acho que não é isso que influencia o nosso QI. Deste modo, discordo com este estudo sobre SMS.
Concordo se for referente às pessoas que escrevem tudo de forma abreviada e que "exkrevem axim". Isso sim, é outra história :)

May disse...

Depende, eu pessoalmente gosto de escrever correctamente mas há muitas pessoas que escrevem com x e k e isso não mete jeito nenhum :S

Blackbird disse...

Ler livros, artigos, etc ajuda imenso! Eu acredito que sim.
Quanto às mensagens sempre escrevi tudo certinho, mesmo quando era mais nova e passava a vida agarrada ao telemóvel. Só abreviava algumas coisas, por isso nunca adquiri o hábito terrível de escrever tudo mal! :)

Daisy D. disse...

Tenho uma amiga que é super viciada em sms's. E isso de ficar mais burro acho que não é só da forma de escrita. Também já li um estudo que diz que aqueles que ficam muito tempo agarrados a novas tecnologias em geral perdem muita capacidade de concentração e diminui a rapidez do raciocínio. Eu mando algumas mas não sou viciada, às vezes até me esqueço de responder :P
Cada um tem os seus hábitos e exagerarmos neles é que é mau, tal como escrever com abreviaturas, se se exagerar é muito mau mas eu admito que por vezes escrevo "pq" em vez de "porque" para ser mais rápido e quando estou com pouco tempo mas isso não quer dizer que passe a escrever assim. É preciso ter consciência dos limites (:
E sim, concordo que ler MUITO e coisas variadas exercita mais o nosso cérebro, daí ficarmos mais "inteligentes" :P

Daniela Castro disse...

Permite-me discordar um pouco. Eu envio imensas mensagens, talvez mais do que a maioria das pessoas e não considero ter um vocabulário fraca. Além disso escrevo exatamente tudo !
Concordo sim que ler, seja o que for, só nos faz bem e aumenta a nossa bagagem ao nivel de vocabulário.
Mais um artigo bem escrito e com qualidade.

Beijinho*

Lizzie disse...

R: saber sei, só não sei explicar :b
Eu posso trocar muitas sms's, apesar de já ter sido pior. Mas leio e escrevo sempre tudo corretamente, acentos inclusive :)

martasousa disse...

r: passa-se com toda a gente!

Margarida ♥ disse...

Não concordo com este estudo... :)

Marta Seleiro disse...

Já fui mais viciada nas sms !:S

S* disse...

Uso exactamente a mesma escrita nas sms... e acho que é assim que deve ser.

Marisa Costa disse...

Pois é!

Catarina ♥ disse...

se há coisa que me faz confusão é estar com pessoas que estão sempre às mensagens. Eu tenho cada vez menos esse hábito :) *

Claire disse...

Eu adoro ler leio muito muito. Mas ao escrever mensagens eu escrevo tudo direito e aliás no meu caso serve para praticar escrita e tudo. Não me deixa mais burra.

Cátia Costa disse...

escrever mensagens, principalmente com abreviaturas, não é nada estimulante para a aprendizagem de novos vocábulos...

estrela disse...

Em relação às sms concordo que se desaprende a escrever correctamente!

Mariana disse...

Não concordo que com as sms se desaprenda a escrever, mas depende das pessoas que escrevem com 'x' 'k' e assim, que acho isso mesmo horrível!
R: Obrigadaa *-* eu para a próxima lembro-me e deves ser o único a pôr em : claro que siim xd

Adriana Teles disse...

Ante eu era assim, estava sempre com o tlm, agora mal consigo andar com ele xD

Daniela Lopes disse...

Hum, penso não concordar. Sou das pessoas intituladas «colada ao ecrã do telemóvel» sempre que saio. Mas porque as circunstâncias me levaram a tal. Nunca falei muito por mensagens e tinha exatamente a mesma mentalidade, a mesma opinião quanto ao abuso que achava o constante «pegar no telemóvel», mas hoje vejo que há casos e casos.
Estou constantemente colada porque é o meu meio de sobrevivência. Em namoros à distância o telemóvel, as redes, os chats são salvações que não deito fora de modo algum. ;)
Mas como adoro ler, lá equilibro então o meu português. :)

Sunrise disse...

Eu troco mensagens e nem por isso acho que escrevo mal, até porque a minha profissão é escrever diariamente. Leio (e ñ acho que seja MUITO, até porque ñ há assim tanto tempo), vejo tv, passeio, vejo filmes... sei lá, faço imensas coisas, e mando mensagens tb. Ñ vejo o mandar mensagens como sendo um hobby - MAL SERIA - vejo sim como uma forma de comunicar sem gastar dinheiro.

http://newblackis.blogspot.pt/

Sunrise, autora do blog http://newblackis.blogspot.pt/

J'F disse...

não podia estar mais de acordo.
às vezes é IRRITANTE mesmo ver as pessoas "enfeitiçadas" com o telemóvel.

Rainha do Nada e Afins disse...

Esse estudo só veio comprovar o que já suspeitava.
Ler, sempre fez bem ao cérebro.

JustKeepSmile disse...

Eu quase não envio,a minha rede é diferente de quase todos os meus contactos,não da para ter muitas conversas ...